ECG – eletrocardiograma

Eletrocardiograma – ECG

O eletrocardiograma (ECG) foi introduzido na prática médica por Willen Eithoven, em 1902. Este exame registra a atividade elétrica do coração em repouso, geralmente, através da colocação de dez eletrodos: dois localizados nas pernas, dois localizados nos antebraços e seis localizados na região anterior do tórax.

Estes eletrodos permitem o registro de 12 ou mais variações, e estas, avaliam a atividade elétrica de determinadas partes do coração (por exemplo: D2, D3 e AVF, visualizam a parte inferior do coração). O ECG é o exame cardiológico mais simples, sendo obrigatório em qualquer avaliação dentro dessa especialidade.

 

Orientações antes do exame

ECG Não é necessário nenhum cuidado específico ou jejum antes da realização de um ECG.

Os medicamentos de uso contínuo devem ser tomados normalmente no dia do exame.

Em alguns pacientes do sexo masculino, poderá ser necessária a realização de uma tricotomia (da raspagem dos pelos do tórax), visando diminuir as interferências no traçado.

Os pacientes deverão permanecer com a região anterior do tórax, canelas e punhos expostos, para a colocação dos eletrodos.

Desta forma, deverão comparecer no local do exame com trajes que facilitem a sua realização. O ECG é um exame que não acarreta nenhum risco ou complicação para o paciente e de muito rápida execução.

Comments are closed.